Thursday, March 11, 2010

Foi por isso

Talvez nem tenha sido pelo seu moletom verde com capô que eu tenha te oferecido carona naquele dia de chuva. Eu nunca vou poder dizer que foi o sorriso. Até você entrar no carro, nem sequer tinha visto seu rosto.

E falar que foi o perfume seria a mais pura mentira. O primeiro cheiro que senti de você foi de “pinto molhado”, mistura de suor com chuva. E pra ser sincero, seus olhos não me chamaram tanta atenção assim, apesar de achá-los irritantemente lindos hoje em dia. E se alguém disser que foi seu All Star, idêntico ao meu, digo que foi pura coincidência.

Não, não foi por isso. Muito menos por termos nadados juntos na enchente, que te causou uma infecção terrível no ouvido. Infecção que me obrigou a levá-la pro hospital e ver você chorar pela primeira vez.

Até você ter ido dormir na minha casa naquela noite, eu não tinha a mínima idéia da razão pela qual eu iria te entregar toda a minha vida. Na verdade, até ontem, quando recebi sua carta, eu apenas desconfiava. E agora que você foi mesmo embora, fico pensando nestes anos todos depois daquela carona. Minhas lembranças apontam para um instante, que instintivamente meu coração injusto julga como o grande culpado disso tudo. Eu nunca culparia você. Mas a cena de você andando na tempestade, com as mãos no bolso, caminhando como se fosse o primeiro dia da primavera...

Hellfrick

8 Comments:

Saracura said...

Very nice !

Sílvia said...

Adorei este texto, mexeu incrivelmente comigo...

Beijo

Veronica Rodrigues said...
This comment has been removed by the author.
Veronica Rodrigues said...

Eu comentei e apaguei sem querer.Enfim, obrigado pela visita no blog irmão (:
Passo aqui sempre ! E me enxo de orgulho tambem..
Beijoss.

Tiago Moralles said...

Essa sim.
Total culpa dessa cena.

C. said...

Vi teu texto no Blog, Coffe and Cigarettes e adoreei! Então resolvi vir aqui ler os outros, e quer saber? Me apaixonei neles! Esse teu último então está perfeito. Gostei demais do blog :D

Lua said...

Gostei muito do post.

beijos;*

Estefani said...

No fim sempre tem um "culpado" ou "culpados".

Muito bom! =)

Beijo